Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

IN SÉCULO 21

O futuro da tecnologia #9 (Hidrogénio)

Um tema muito presente nos dias de hoje, onde todos temos que contribuir para o “mundo verde”. E é neste conceito que entra a substituição aos combustiveis fósseis, nesta ideia de substituição existem dois concorrentes: a energia solar ou o hidrogénio. Mas entre todos os setores onde temos que optar por energias renováveis destaca-se o setor automóvel onde vemos cada vez mais a criação de veículos verdes, hibridos ou elétricos. Apesar de já existirem veículos a hidrogénio, é uma realidade muito estranha nos dias de hoje.

Vários fabricantes automóveis já têm o seu protótipo para este novo combustível. E existem equipas de investigação que estão a desenvolver técnicas mais baratas, mais eficientes e mais rápidas para a produção de hidrogénio, entre as quais destaca-se a extração de hidrogénio do mar.

carro-hidrogenio-toyota.jpg

 

Atualmente, existem apenas algumas centenas de veículos a hidrogénio na Europa. A Dinamarca é o primeiro país com uma rede nacional de estações de abastecimento, existem 10 estações de hidrogénio estrategicamente colocadas em todo o país.

O objetivo do projeto é criar, dentro de dois anos, aproximadamente cinquenta estações de abastecimento de hidrogénio na Europa. O número de veículos em circulação também deve duplicar. Os automóveis a hidrogénio possuem determinadas vantagens: "A condução é muito suave, o motor não faz ruído. Em termos de vantagens é possível manter os padrões do motor de combustão de um carro normal. O depósito demora entre 3 a 6 minutos a encher e tem uma autonomia de 4 até 600 kms”

pplware_hidrogenio03-720x421.jpg

Um dos desafios é produzir hidrogénio ecológico, a partir de fontes renováveis. Segundo Ben Madden, coordenador do projeto H2ME: “a maior parte do hidrogénio que temos hoje provém de combustíveis fósseis, mas quando pensamos em utilizar hidrogénio na mobilidade e nos transportes, as fontes de produção devem ser ecológicas. É possível ligando um cabo diretamente a partir da fonte de produção e depois ao veículo”.

O desafio também está relacionado com os custos, que são mais elevados do que os veículos e do que os combustíveis convencionais. Os investigadores esperam que, por volta do ano 2025, os custos associados ao abastecimento de um veículo a hidrogénio sejam equivalentes a um veículo a gasolina ou a diesel. Este é sem dúvida o objetivo até porque é a regulação dos custos que vai fazer com que mais pessoas adiram a esta enregia verde.

"O futuro veículo será uma mistura entre bateria e hidrogénio. Creio que vamos ver todas as soluções, mas primeiro é preciso competir contra as tecnologias fósseis." - Tejs Laustsen Jensen.

Mas esta ideia apesar de muito boa é apenas uma maquete, pois enquanto existirem combustíveis fósseis o investimento no mundo verde será muito pequeno.